segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Indispensável EXperimental

Já foi inaugurada a coluna de ligações para Ciências...

Para começar colocaram-se ligações a dois espaços muito úteis e com excelente qualidade.
Fica o desafio para que a lista continue a ser enriquecida com o contributo de todos!


Partilhado por Teresa Marques

Critérios de avaliação: actualização

Uma vez que o intervalo para atribuição da classificação Bom foi alterado, sofreu alteração em Conselho Pedagógico, foram já actualizados os documentos de Ciências e de Matemática, aos quais podem ter acesso a partir da coluna lateral.


Critérios de Avaliação de Matemática

Critérios de Avaliação de Ciências Naturais e da Natureza




(Partilhado por Teresa Marques)

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Novidades...

... pronto, pronto, está bem...
Em nome da unidade, procedeu-se a uma fusão que esperamos seja bem vinda.

Encerrou-se uma fase, começa outra...

Adeus MAT TEIA... Olá EXacto EXperimental

mudam-se os tempos... outros departamentos aparecem... coisas...

Agora?

Enriquecer o "lado EXperimental" ainda vazio... aceitam-se sugestões e pede-se um colaborador EXperimental e um TECnológico...

Depois do choque e do ajuste... seguir-se-á:

- Reformulação dos intervalos de percentagem (de acordo com o estabelecido no Conselho Pedagógico) para classificação de testes e trabalhos.
- Divulgação dos critérios de avaliação para as Ciências Naturais e da Natureza
- Divulgação dos critérios de avaliação para Informática
- Planificações...
e
...

(E vai-se andando... ao ritmo que for possível.)

Partilhado por Teresa Marques

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Critérios de Avaliação de Matemática

Para quem chegou de novo, aqui ficam os critérios de avaliação de Matemática aprovados no ano lectivo anterior.

http://depmataz.googlepages.com/CRITERIOSAVALMAT.pdf



Partilhado por Teresa Marques

Um novo ano...

Um bom ano para todos com votos de que:

... a sensatez se sobreponha à tirania do papel
... cada gesto que nos gaste o tempo que não há, seja apenas o gesto útil ao sucesso do aluno
... a mudança se opere no interior de nós, porque por decreto nunca acontecerá
... adormeçamos à noite, em cada dia, com a plena certeza de que cada acção teve um sentido

A matemática é uma forma de estar, de pensar, de viver com a inteligência económica de quem é capaz de dizer muito com poucas palavras.
Ou aplicamos os seus princípios e tornamos eficaz a nossa intervenção, o nosso papel na ordem das coisas, ou sucumbimos ao peso do nada e os alunos ganharão zero.

Que caminho vamos escolher?
Simplicidade e eficácia no respeito pela diferença, inovação e autonomia?

Espero que sim...

(partilhado por Teresa Marques)